Catequistas Brasil – uma partilha

por Redação
Catequistas Brasil - uma partilha

Qual o sentido da sua vida? Perguntou Ziza Fernandes no Catequistas Brasil, congresso que reuniu um número de participantes, estrutura e qualidade de palestrantes sem precedentes.

“Qual o sentido da sua vida?”, ela insistia aos catequistas que lotavam a sala da sua palestra no primeiro dia de congresso. Eu, sentado no chão, era observador interessado e privilegiado. Vi catequistas apaixonados falando sobre as horas de dedicação a transmissão da fé cristã, da incompreensão dos coordenadores, sacerdotes e até da família. Vi vários catequistas derramarem-se lágrimas ao lembrar o esforço e dedicação, a continuidade contra tudo e contra todos. Eu, sentado no chão, era o próximo palestrante mas era também um catequista como eles.

 

Diretório Catequese

 

Catequese de inclusão, Bibliodrama, redes sociais, música, kerigma, etc. Contudo, os temas foram múltiplos. A realidade da catequese é assim. Plural e multifacetada. Não haviam donos da verdade porque todos eram catequistas, anunciadores da Verdade que, como disse santo Agostinho, “não é minha nem tua para que possa ser tua ou minha”.

Portanto, todos partilhavam. Anotavam dedicados mas também conversavam sobre suas realidade numa fração da convivência diária da fé e da humanidade, esses eixos de todo catequista.

Veja também:
Testemunho: participei do Primeiro Catequistas Brasil!

Alegria do Catequista

Catavam! Cantavam o tema que nasceu de quem vive pela e para a catequese. Composto por amigos que chegaram na idade em que se perguntam: o que deixaremos? Herança ou legado? Eu chorei vendo-os cantar e mandei uma mensagem ao parceiro Filipe Freire: deu certo amigo! Obrigado pela parceria! Ele me respondeu simples assim: Aço e Nylon! E chorei mais uma vez enquanto os catequistas cantavam e dançavam.

Que lição os catequistas receberam dos organizadores. “Para Deus o melhor, o máximo” – Deo Optimo Maximo, DOM. E a equipe que trabalhou para e na realização deste congresso não só vestiu a camisa mas estampou na pele o que é ser catequista: dar-se todo pelo Todo. Sorriam sempre. Dedicados. Interessados. Chamavam para si a responsabilidade de ser solução e não parte do problema. Ah, catequistas! Aprendei a lição!

Na volta para casa, o ônibus engolia estradas, vestia-se de noite. Eu pensava em tudo que vivi. Revia mentalmente os rostos, os abraços, as lágrimas e sorrisos. Pensei na repercussão em cada paróquia, em cada pastoral.

E pensei: foi o primeiro. Outros virão. E formarão novas gerações. O catequista que se sentia só foi abraçado mas também arremessado na contemporaneidade dos nossos dias: é urgente anunciar mais e melhor o Cristo.

E sorri. Num banco de ônibus. Descendo a serra. Vendo com o coração o futuro. Contudo, tendo a certeza de que me alegrarei para sempre ao dizer: eu estava lá! No primeiro Catequistas Brasil!

Por Augusto Cezar Cornelius (banda DOM)

 

Peregrinação Paulo Gil Home

 

Adaptado por Redação Promocat

Você também pode gostar

1 comentário

5 Lições tiradas do aprendizado de um catequista! 10 de dezembro de 2019 - 08:48

[…] Veja também: Catequistas Brasil – uma partilha […]

Resposta

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Supomos que você esteja ok com isso, mas você pode optar por não usar os cookies, se desejar. Aceito

0
    0
    Seu Carrinho
    Seu Carrinho está VazioVoltar para a Loja
    Precisa de Ajuda?