Mês da Bíblia 2020: conhecendo melhor o livro do Deuteronômio

por Redação
Mês da Bíblia 2020: conhecendo melhor o livro do Deuteronômio

Com o lema “Abre tua mão para o teu irmão” (Dt 15,11) o mês da Bíblia 2020 irá fundamentar-se nos estudos do livro do Deuteronômio

O mês de setembro tornou-se referência para o estudo e a contemplação da Palavra de Deus, tornando-se em todo o Brasil, desde 1971, o Mês da Bíblia. Desta forma, a Igreja no Brasil irá celebrar o mês da Bíblia 2020, em sintonia com a Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), fundamentando-se no livro do Deuteronômio, com o lema “Abre tua mão para o teu irmão” (Dt 15,11).

 

Diretório Catequese

 

No entanto, Deuteronômio é um livro rico em reflexões morais e éticas, com leis para regular as relações com Deus e com o próximo. Destaca-se no livro a preocupação de promover a justiça, a solidariedade com os pobres, o órfão, a viúva e o estrangeiro. São leis humanitárias encontradas também no Código da Aliança (Ex 20-23).

Leia mais:
Atualizando o evangelho com o Novo Diretório de Catequese

Quando surgiu o mês da Bíblia?

Em 1971, a Arquidiocese de Belo Horizonte (MG) propôs uma ação bíblica para todos os fiéis, leigos e consagrados. A ação foi por ocasião da comemoração de seus 50 anos de existência. Dessa forma, o período escolhido para os estudos bíblicos foi setembro, mês em que se celebra a memória de São Jerônimo, grande biblista na história da Igreja Católica.

São Jerônimo (347-420), chamado de “Doutor Bíblico”, nasceu na Dalmácia e educou-se em Roma; é o mais erudito dos Padres da Igreja latina; sabia o grego, latim e hebraico. Viveu alguns anos na Palestina como eremita. Em 379, foi ordenado sacerdote pelo bispo Paulino de Antioquia; foi ouvinte de São Gregório Nazianzeno e amigo de São Gregório de Nissa. De 382 a 385 foi secretário do Papa São Dâmaso. Pregava o ideal de santidade entre as mulheres da nobreza romana (Marcela, Paula e Eustochium) e combatia os maus costumes do clero. Na figura de São Jerônimo destacam-se a austeridade, o temperamento forte, o amor a Igreja e à Sé de Pedro.

Sendo assim, sabendo da ação da arquidiocese, o Serviço de Animação Bíblica das Irmãs Paulinas passou a propagar, todos os anos seguintes, a celebração do mês dedicado à Bíblia. Portanto, com a devoção propagada e os grupos de estudo bíblico se multiplicando, a CNBB passou a assumir a data comemorativa e instituiu oficialmente a celebração por todo o país.

Atualmente, além do Brasil, vários países da América Latina e África dedicam o mês de setembro à celebração da Bíblia.

Leia mais:
Teologia Sistemática: compreenda e ensine a Bíblia de um jeito organizado

Texto-Base 

Mês da Bíblia 2020: conhecendo melhor o livro do Deuteronômio

Neste ano, o Mês da Bíblia será focado em estudar o livro do Deuteronômio. Sendo assim, o Texto-Base, segundo o arcebispo de Curitiba, dom José Antônio Peruzzo, quer oferecer ao leitor atual a experiência de fé daqueles que primeiramente acederam ao que Deus queria revelar de si mesmo. “Seus autores querem aproximar os leitores de hoje dos protagonistas de ontem. É como se os de outrora e os de agora se reunissem para conversar sobre aquele Deus que se revelou, que se deixou conhecer”, afirma o presidente da Comissão para a Animação Bíblico-Catequética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

O documento foi elaborado por um grupo de professores especializados e publicado recentemente pela Editora da CNBB, a Edições CNBB. Contudo, é um instrumento para que as comunidades possam estudar e interpretar o livro e possam atualizar a Palavra de Deus para o contexto vivido. “Gostaria de convidar, motivar as lideranças para que estudem o texto-base, tenham contato com o texto para que em setembro possa-se realizar melhor os encontros bíblicos”, exorta padre Jânison de Sá, assessor da Comissão para a Animação Bíblico Catequética da CNBB.

 

Peregrinação Paulo Gil Home

 

O texto-base, além de apresentar o contexto e os objetivos do livro, traz informações sobre as características itinerárias e vocabulário, além de sua importância teológica.

Por Redação Catequistas Brasil

Você também pode gostar

5 comentários

Beatriz 20 de julho de 2020 - 13:31

Boa tarde ,sou coordenadora dos ministros leitores aqui em Miraí MG.Gostaria de uma ajuda para trabalhar os ministros neste mês de setembro.

Resposta
Lucia Maria Martins Gualberto 1 de setembro de 2020 - 15:37

Poderia ser enviado encontros para adolescentes falando do livro do Deuteronomio?

Resposta
LUCINEIDE TELES DE ALMEIDA 2 de setembro de 2020 - 11:01

Sou catequista trabalho cim as crianças deeucaristia esse diretorio nos ajuda queria ajuda pra trabalhar com eles mas diante da pandemia parou tudo

Resposta
Maria Cecília de Oliveira 3 de setembro de 2020 - 21:22

Gosto muito do livro Deuteronômio.

Resposta
Ddiac. Antonio Garcia 18 de setembro de 2020 - 08:30

pra mim o deuteronômio e o livro que nos atualiza com a realidade em que viveu o povo de Israel, pois o seu nome ja diz qual a preocupação do seu autor! ter presente uma copia da Lei.

Resposta

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Supomos que você esteja ok com isso, mas você pode optar por não usar os cookies, se desejar. Aceito

0
    0
    Seu Carrinho
    Seu Carrinho está VazioVoltar para a Loja
    Precisa de Ajuda?