Quando devo desmontar o presépio, a árvore e os enfeites de Natal?

por Redação
Quando devo desmontar o presépio, a árvore e os enfeites de Natal?

Você sabe o dia ideal para desmontar o presépio e as decorações natalinas sem perder o significado cristão?

É costume entre as famílias montar decorações de Natal: árvores, enfeites pela casa e até o presépio, que remonta ao nascimento de Cristo. E também é tradição das pessoas desmontar tudo em uma determinada época do ano: a festa dos Reis Magos. Mas, por que? Qual o significado de tudo isso? “O dia dos Reis Magos é a última grande festa celebrada no ciclo de Natal. Por isso, convencionou-se guarda as decorações natalinas nesse período, que sempre cai no dia 6 de janeiro”, explica o padre Rodolfo Trisltz, pároco e reitor do Santuário de Nossa Senhora Aparecida, na Vila Nova em Londrina.

 

Catequese.online

 

O ciclo do Natal, celebrado na Igreja Católica, tem início no final de novembro ou início de dezembro com o tempo do Advento, de preparação e reflexão para a data festiva. “É tempo de voltar nosso olhar para Deus e resgatar a verdadeira essência natalina”, diz o padre Rodolfo. Depois do Ano-Novo, uma data importante é 5 de janeiro, quando se recorda do batismo de Jesus. E, no dia seguinte, a lembrança dos reis magos. A simbologia do dia mostra a revelação do nascimento de Cristo ao mundo, aqui representado por Belchior, Gaspar e Baltazar. O dia 6 de janeiro também é conhecido como Epifania do Senhor, palavra que vem do grego e quer dizer, justamente, manifestação.

Leia mais:
Dicas para vivenciar as férias na pandemia com crianças

Importância e significado

Portanto, de acordo com o padre Rodolfo, a desmontagem da decoração natalina também é repleta de significado e pode ser feita, inclusive, em família, assim como todos os preparativos para o Natal. “Se o dia dos reis magos simboliza o encontro de Cristo com os pagãos, para nós também significa nosso encontro com o Senhor. E com atitudes iguais aos dos personagens bíblicos: humildade e discernimento de reconhecer em Jesus nosso Deus”, avalia o sacerdote.

Por Fábio Luporini, com entrevista de Padre Rodolfo Trisltz.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Supomos que você esteja ok com isso, mas você pode optar por não usar os cookies, se desejar. Aceito

0
    0
    Seu Carrinho
    Seu Carrinho está VazioVoltar para a Loja
    Precisa de Ajuda?