Os católicos precisam se confessar com que frequência?

por Redação
Os católicos precisam se confessar com que frequência?

O ato de se confessar não pode ser encarado como uma obrigação, e sim uma oportunidade de receber a misericórdia de Deus

Uma das perguntas mais comuns feitas por nós católicos é: “Com que frequência devemos nos confessar?” A resposta é direta e complicada ao mesmo tempo.

 

Diretório Catequese

 

De acordo com a Igreja, o mínimo necessário é uma vez por ano. No entanto, esse requisito está vinculado à recepção da Santa Comunhão, como explica o Catecismo da Igreja Católica.

“Confessar-se ao menos uma vez em cada ano assegura a preparação para a Eucaristia, mediante a recepção do sacramento da Reconciliação que continua a obra de conversão e perdão do Batismo”(CIC, 2042)

Dessa forma, o Catecismo explica ainda que, para receber adequadamente a Santa Comunhão, é preciso sempre confessar pecados graves com antecedência:

“O Senhor dirige-nos um convite insistente a que O recebamos no sacramento da Eucaristia: «Em verdade, em verdade vos digo: se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós» (Jo 6, 53). Para responder a este convite, devemos preparar-nos para este momento tão grande e santo. São Paulo exorta a um exame de consciência: «Quem comer o pão ou beber do cálice do Senhor indignamente será réu do corpo e do sangue do Senhor. Examine-se, pois, cada qual a si mesmo e então coma desse pão e beba deste cálice; pois quem come e bebe, sem discernir o corpo do Senhor, come e bebe a própria condenação» (1Cor 11, 27-29). Aquele que tiver consciência dum pecado grave deve receber o sacramento da Reconciliação antes de se aproximar da Comunhão” (CIC 1384,1385).

Leia mais:
Você sabe qual é a hierarquia dos anjos?

Basicamente, é necessário que você se confesse uma vez por ano, se você pretende receber a Comunhão uma vez por ano. Por outro lado, se você deseja receber a Comunhão semanal ou diariamente, precisará confessar toda vez que estiver “consciente de um pecado grave”.

Sendo assim, recomenda-se confessar pecados veniais; essa é frequentemente a razão pela qual os católicos vão confessar semanalmente ou mensalmente.

Afinal, a Confissão é um belo sacramento da misericórdia de Deus e não deve ser encarada como uma “obrigação”, mas como uma “oportunidade” para receber o amor de Deus. Isso nos dá a capacidade de reparar nosso relacionamento com Deus e com a Igreja, abrindo-nos para uma chuva da graça de Deus.

 

Peregrinação Paulo Gil Home

 

Devemos confessar porque amamos a Deus, não porque “precisamos”, embora os requisitos existam para nos conduzir pelo caminho da vida eterna.

Com informações de Aleteia

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Supomos que você esteja ok com isso, mas você pode optar por não usar os cookies, se desejar. Aceito

0
    0
    Seu Carrinho
    Seu Carrinho está VazioVoltar para a Loja
    Precisa de Ajuda?