Home FormaçãoBíblia Quinta-Feira Santa: entenda o significado do Lava-pés

Quinta-Feira Santa: entenda o significado do Lava-pés

por Redação
Quinta-Feira Santa: entenda o significado do Lava-pés
Compartilhe:

A Quinta-Feira Santa celebra a Santa Ceia do Senhor e o rito de Lava-pés

O Tríduo Pascal se inicia na Quinta-Feira Santa por meio da celebração de Lava-pés que é responsável pela acolhida dessa solenidade que dura três dias. Essa data, é considerada a véspera da crucificação de Jesus Cristo e a responsável por relembrar as passagens do filho de Deus, antes dele ser entregue aos soldados para ser sacrificado. A Quinta-Feira Santa é responsável por recordar com mais ênfase a Santa Ceia e reproduzir o ato de Jesus, quando lavou os pés de seus discípulos.

Conheça o Catequistas Brasil, maior evento para catequistas do Brasil

Diretório Catequese

 

Lavar os pés tem um significado além da purificação. O gesto representa a humildade, o perdão e o amor ao próximo. Ambas ações que definem o espírito da Semana Santa para os católicos. A tradição é que durante a celebração eucarística, o sacerdote com a assembleia reproduza o gesto de Jesus.

A ocasião termina sem a benção final, pois a missa terá continuidade no dia seguinte. Os católicos encerram o momento em silêncio e caminham em procissão com o Santíssimo até o local em que será realizada a vigília que liga a Quinta-Feira à Sexta-Feira Santa.

Lavou os pés dos discípulos, este exemplo nos deixou

Quinta-Feira Santa: entenda o significado do Lava-pés

Jesus lavando os pés dos discípulos | Imagem: Reprodução

Esse rito é realizado de diferentes maneiras, dependendo de cada paróquia ou diocese. Em alguns lugares, treze pessoas são escolhidas para representar os discípulos de Jesus e terem seus pés lavados pelo sacerdote. Outra forma bastante comum, é quando o padre ou outro celebrante seleciona leigos aleatoriamente espalhados pela igreja.

Mas, além dessas duas maneiras, também há uma outra forma que não restringe o ato apenas ao sacerdote. Algumas igrejas permitem que os fiéis também lavem os pés das pessoas que se sentem tocados no coração. Dessa forma, o jarro e a toalha ficam a dispor no altar e o indivíduo pode se dirigir até a pessoa que terá os pés por ele lavados.

Leia mais:
Semana Santa: história, liturgias e significados

Coronavírus e a Semana Santa 2020

Devido à pandemia de coronavírus, neste ano os fiéis só podem participar das celebrações através dos meios de comunicação. Embora tenha causado tristeza, é uma ação tomada para que se evite a proliferação do vírus devido às grandes aglomerações. Assim, o ato de lavar os pés será reproduzido apenas pelo padre, com as poucas pessoas permitidas a participarem da celebração.

Além do Lava-pés, a procissão do Domingo de Ramos, o beijo na cruz da Sexta da Paixão e a Vigília Pascal, também são atos que neste ano, ficarão de fora para a assembleia. No entanto, vale ressaltar que a comunhão pode ser vivenciada espiritualmente e que é possível acompanhar dentro de casa toda a programação por meio dos canais televisivos católicos e internet.

Evangelho da Quinta-Feira Santa (Mt 26,14-25)

Naquele tempo, 14um dos doze discípulos, chamado Judas Iscariotes, foi ter com os sumos sacerdotes 15e disse: “Que me dareis se vos entregar Jesus?” Combinaram, então, trinta moedas de prata. 16E daí em diante, Judas procurava uma oportunidade para entregar Jesus.

17No primeiro dia da festa dos Ázimos, os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Onde queres que façamos os preparativos para comer a Páscoa?” 18Jesus respondeu: “Ide à cidade, procurai certo homem e dizei-lhe: ‘O Mestre manda dizer: o meu tempo está próximo, vou celebrar a Páscoa em tua casa, junto com meus discípulos’”.

19Os discípulos fizeram como Jesus mandou e prepararam a Páscoa. 20Ao cair da tarde, Jesus pôs-se à mesa com os doze discípulos. 21Enquanto comiam, Jesus disse: “Em verdade eu vos digo, um de vós vai me trair”. 22Eles ficaram muito tristes e, um por um, começaram a lhe perguntar: “Senhor, será que sou eu?”

23Jesus respondeu: “Quem vai me trair é aquele que comigo põe a mão no prato. 24O Filho do Homem vai morrer, conforme diz a Escritura a respeito dele. Contudo, ai daquele que trair o Filho do Homem! Seria melhor que nunca tivesse nascido!” 25Então Judas, o traidor, perguntou: “Mestre, serei eu?” Jesus lhe respondeu: “Tu o dizes”.

Música para entender a Quinta-Feira Santa

Letra:

Jesus Erguendo-se da Ceia
Jesus erguendo-se da ceia
Jarro e bacia tomou
Lavou os pés dos discípulos
Este exemplo nos deixou
Aos pés de Pedro inclinou-se
Ò Mestre, não por quem és?
Não terás parte comigo
Se não lavar os teus pés

És o Senhor, tu és o Mestre
Os meus pés não lavarás
O que ora faço não sabes
Mas depois compreenderás
Se eu vosso Mestre e Senhor
Vossos pés hoje lavei
Lavai os pés uns dos outros
Eis a lição que vos dei

Eis como irão reconhecer-vos
Como discípulos meus
Se vos ameis uns aos outros
Disse Jesus para os seus
Dou-vos novo mandamento
Deixo ao partir nova lei
Que vos ameis uns aos outros
Assim como eu vos amei

Por Redação Catequistas Brasil

 

Peregrinação Paulo Gil Home

Você também pode gostar

Deixe um comentário