Home FormaçãoBíblia Sábado de Aleluia: Jesus como luz da humanidade

Sábado de Aleluia: Jesus como luz da humanidade

por Redação
Sábado de Aleluia: Jesus como luz da humanidade
Compartilhe:

O Sábado de aleluia é marcado pela Missa da Vigília e a ansiedade pelo retorno da luz, que é a ressurreição do filho de Deus

O Sábado de Aleluia é o último dia do Tríduo Pascal e consiste no período de transição entre a morte e ressurreição de Jesus Cristo. Ainda é época de silêncio e recolhimento. Porém, ao cair da noite a Igreja celebra a Missa da Vigília com clima de festa, pois a ressurreição do Salvador se aproxima.

Diretório Catequese

 

Durante o dia, os cristãos se guardam, pois ele representa o período em que Jesus se encontra morto no calvário dando continuidade ao clima de luto da Sexta da paixão. O sacrário ainda está vazio e as atividades festivas da Igreja não ainda são retomadas, porém o que muda entre o último dia do Tríduo Pascal e a Sexta-Feira Santa, é o fato de que neste dia já existe a ansiedade para a Páscoa do Senhor, que está se aproximando em forma de luz para o mundo.

A Missa da Vigília

“Ó noite de alegria verdadeira, que uniu de novo o céu e a terra inteira”. Esse é o refrão marcante do “Exulte”, hino de louvor proclamado tradicionalmente no Sábado de Aleluia, em meio à luz das velas. A Missa da Vigília começa com as luzes apagadas em sinal de como o mundo é sem a presença de Deus.

Acender o círio pascal também é uma das grandes marcas da noite, sob as palavras do sacerdote “Eis a luz do mundo”, fica claro a importância da ressurreição de Cristo para a humanidade. As luzes da celebração só são acesas com a chegada do “Glória” que não foi cantado durante todo o período da Quaresma.

Evangelho do Sábado de Aleluia

1Depois do sábado, ao amanhecer do primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro. 2De repente, houve um grande tremor de terra: o anjo do Senhor desceu do céu e, aproximando-se, retirou a pedra e sentou-se nela. 3Sua aparência era como um relâmpago, e suas vestes eram brancas como a neve. 4Os guardas ficaram com tanto medo do anjo, que tremeram, e ficaram como mortos.

5Então o anjo disse às mulheres: “Não tenhais medo! Sei que procurais Jesus, que foi crucificado. 6Ele não está aqui! Ressuscitou, como havia dito! Vinde ver o lugar em que ele estava. 7Ide depressa contar aos discípulos que ele ressuscitou dos mortos, e que vai à vossa frente para a Galileia. Lá vós o vereis. É o que tenho a dizer-vos”.

8As mulheres partiram depressa do sepulcro. Estavam com medo, mas correram com grande alegria, para dar a notícia aos discípulos.
9De repente, Jesus foi ao encontro delas, e disse: “Alegrai-vos!”

As mulheres aproximaram-se, e prostraram-se diante de Jesus, abraçando seus pés. 10Então Jesus disse a elas: “Não tenhais medo. Ide anunciar aos meus irmãos que se dirijam para a Galileia. Lá eles me verão”.

Oração para o Sábado de Aleluia

Senhor, que traz de volta a luz do mundo e a luz de nossas vidas. Cremos inteiramente em ti, em teu sacrifício e a vossa ressurreição. Destes a vida por amor, que possamos fazer o mesmo para ti. Sem a tua presença o mundo se encontra em grande escuridão, traga a luz Senhor, seja o sol que ilumina as nossas vidas em meio às noites de tormenta. Nossos corações se enriquecem ao saber que tu estás novamente no meio de nós. Bendito sejas, amém.

Exulte: música do Sábado de Aleluia

Por Redação Catequistas Brasil

Peregrinação Paulo Gil Home

Você também pode gostar

Deixe um comentário