Home Catequeses Catequese: 10 dicas para torná-la mais evangelizadora

Catequese: 10 dicas para torná-la mais evangelizadora

por Redação
catequese
Compartilhe:

Procure novos caminhos para promover uma catequese mais evangelizadora diante de novas situações

O que é catequese?

O novo horizonte para a Catequese que já vislumbramos nos aponta para uma reflexão muito importante. Contudo, devemos repensar a nossa identidade e missão no contexto de vida (hoje) à luz das novas exigências de um novo tempo. Que tempos são esses? Tempos de angústia, de incertezas, de uma vida sem projetos, sem respostas, sem crenças, sem sonhos e sem horizontes? Sabemos que a dúvida, a incerteza e a angústia, são, próprias do ser humano, mas certamente tudo isso é potencializado pelas condições políticas e socioeconômicas da atualidade.

 

Diretório Catequese

 

Hoje as pessoas nos transmitem uma profunda sensação de desamparo e de desorientação diante das exigências da vida, pois vivem sem perspectivas e sempre em busca de respostas. Sentem-se confusas com a velocidade do tempo, com a modificação do mundo que torna difícil a sua inserção nele. Portanto, a Igreja, especialmente a Catequese, não pode ficar alheia a tudo isso. Sempre mais se impõe uma reinvenção da prática catequética.

Novos impulsos

Primeiramente, diante de um mundo marcado pelo apelo ao consumo e ao sucesso, do imediatismo, do hedonismo e da inversão de valores, a Catequese precisa dar profeticamente uma resposta propondo aos catequizandos um novo jeito de ser e estar na Igreja. Este desafio nos propõe um novo jeito de pensar e agir, nos provoca a construir uma Catequese mais criativa e atualizada. O sentimento de vazio que marca a vida das pessoas (hoje) não pode determinar o fim; não podemos parar, desistir de apresentar novas propostas aos que a Igreja, como mãe, deve acolher e acompanhar. Sendo assim, a Catequese deve ser evangelizadora. Recordemos o que diz a Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB ao falar sobre 2009 – Ano Catequético: “O objetivo do ano catequético se expressa da seguinte forma: Dar novo impulso à catequese como serviço eclesial e como caminho para o discipulado.

A busca de um novo impulso à catequese, levando à consciência de que a catequese é uma dimensão de toda ação evangelizadora. Uma ação eclesial só é evangelizadora se também catequiza. Catequese não é, portanto, uma ação restrita aos ministros da catequese, mas é de todo cristão. Com isso há necessidade de recuperar a concepção de catequese como processo permanente de educação da fé e não somente em vista à preparação aos sacramentos”. Sendo assim, um novo impulso só será possível com a participação de catequistas sempre mais capacitados para a missão. Para isso, a formação dos catequistas deve cultivar conteúdos e objetivos que favoreçam a competência, a flexibilidade e a criatividade superando a tentação de permanecer com encontros de catequese dados de maneira intimista, infantilista e alienante. Por isso devemos nos preparar e buscar conhecimento participando de eventos para catequistas.

Veja também:
Estão abertas as inscrições para o Catequistas Brasil 2020

10 dicas para tornar a catequese mais evangelizadora

  1. Anuncie e testemunhe explicitamente a Pessoa de Jesus Cristo;
  2. Proporcione e facilite aos catequistas e catequizandos o encontro pessoal e comunitário com Jesus Cristo;
  3. Invista na formação dos catequistas a fim de construir uma Catequese dinâmica e atualizada à luz da pedagogia de Jesus;
  4. Leve o grupo a uma profunda e verdadeira experiência de conversão a Jesus Cristo;
  5. Incentive a vivência comunitária despertando a todos para a prática do amor fraterno;
  6. Fortaleça o vínculo do grupo como equipe a serviço da construção de uma sociedade justa e solidária;
  7. Aprofunde o primeiro anúncio do Evangelho. Leve o catequizando a conhecer, acolher, celebrar e vivenciar o mistério de Deus, manifestado em Jesus Cristo, que nos revela o Pai e nos envia o Espírito Santo;
  8. Introduza uma justa compreensão da Bíblia e à sua leitura frutuosa que permitam descobrir a verdade divina que nela contém e que suscitem uma resposta, a mais generosa possível, à mensagem que Deus dirige por sua Palavra à humanidade. “A fecundidade da Catequese depende do valor da hermenêutica empregada”;
  9. Dinamize a Catequese como itinerário de crescimento e amadurecimento na fé, esperança e caridade;
  10. Intensifique a Catequese com adultos; alertar para um maior zelo nesta importante ação evangelizadora.

 

Peregrinação Paulo Gil Home

 

Pe. Paulo Gil é Pedagogo. Especialista em Psicopedagogia. Coordenador da Dimensão Bíblico-Catequética do Regional Sul I. Coordenador de Pastoral e Assessor da Escola de Catequistas da Região Episcopal Santana- Arquidiocese de São Paulo.

Fonte: Revista Paróquias

Você também pode gostar

3 comentários

LiLioneti 20 de setembro de 2019 - 10:24

Que legal isso aí precisamos de pessoas carismática com conhecimento em nosso senhor Jesus Cristo

Resposta
Aparecida sediará evento para 3 mil catequistas de todo o Brasil – Apostolado Catecismo da Igreja Católica 30 de janeiro de 2020 - 17:59

[…] exercer sua vocação missionária com inspiração, motivação e conhecimento para unir e viver a catequese na comunidade com alegria e entusiasmo. Os principais catequetas do Brasil ministrarão palestras […]

Resposta
Começa amanhã o Catequistas Brasil 2020 6 de fevereiro de 2020 - 09:06

[…] exercer sua vocação missionária com inspiração, motivação e conhecimento para unir e viver a catequese na comunidade com alegria e entusiasmo. Os principais catequetas do Brasil ministrarão palestras […]

Resposta

Deixe um comentário