Home Formação Sem a Catequese, a evangelização e a transmissão da fé morreriam, afirma Dom Odilo

Sem a Catequese, a evangelização e a transmissão da fé morreriam, afirma Dom Odilo

por Redação
Sem a Catequese, a evangelização e a transmissão da fé morreriam, afirma Dom Odilo
Compartilhe:

Em celebração ao Dia do Catequista, comemorado no último domingo de agosto (30) a Coordenação Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da Arquidiocese de São Paulo realizou na sexta-feira, 28 de agosto, um evento virtual com a participação de dom Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano

Por ocasião do Dia Nacional do Catequista, comemorado no último domingo de agosto, 30, a Coordenação Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da Arquidiocese de São Paulo realizou na sexta-feira, 28 de agosto, um evento virtual com a participação do Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano. Com a mediação do Padre Thiago Faccini, Assessor para a Catequese na Região Episcopal Belém, Dom Odilo apresentou os principais temas tratados pelo Diretório para a Catequese, publicado pela Santa Sé em junho, e respondeu a questões de catequistas da Arquidiocese e de outras partes do Brasil.

 

Diretório Catequese

 

Logo no início, o Cardeal Scherer explicou que o novo Diretório atualiza as diretrizes universais da Igreja para a Catequese.

“A partir desse Diretório, as conferências episcopais devem rever e renovar os seus diretórios nacionais para a Catequese. Por isso, teremos, em breve, um processo de renovação do Diretório Nacional da Catequese também aqui no Brasil, elaborado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Em seguida, cada diocese deve rever suas orientações próprias a esse respeito”, detalhou.

Realidade Central

Dom Odilo ressaltou que a Catequese é uma realidade central na vida da Igreja, pois, sem ela, morrem tanto a evangelização quanto a transmissão da fé.

“Não me refiro apenas à Catequese de iniciação, dos primeiros anos da vida, de preparação aos sacramentos do Batismo, da Eucaristia, da Confirmação, da Confissão, mas à Catequese de iniciação e do aprofundamento da vida cristã”, afirmou, acrescentando que “a origem da Catequese está na experiência do Deus que se comunica, que se faz catequista e atrai o homem a si para ouvi-lo, para compreendê-lo”.

Em seguida, o documento fala da identidade do catequista, de sua necessária formação que também deveria ocupar lugar central nas comunidades e paróquias. O Diretório ainda chama a atenção para a compreensão da Catequese como um processo que perpassa toda a vida cristã.

Leia mais:
A vida dos catequistas que se reinventaram na pandemia para estarem presentes na vida dos fiéis

Viver o Mistério da Fé

Ao falar sobre as metodologias catequéticas, o Cardeal Scherer enfatizou a importância da introdução no mistério da fé por meio da vivência e do testemunho. “A Catequese tem muito de contemplação, de experiência dos mistérios da fé”, disse.

Outro aspecto do Diretório ressaltado por Dom Odilo é sobre o papel da comunidade eclesial na Catequese. “A Paróquia é sujeito primordial da Catequese e, por isso, uma Catequese seria insuficiente se as pessoas não fossem levadas a se sentirem parte da comunidade paroquial”, reforçou.

Vocação

Recordando as palavras do Papa Francisco no Simpósio Internacional de Catequese, realizado em 2017, o Cardeal sublinhou que ser catequista é uma vocação e não apenas um trabalho entre outros.

“Não se trata, simplesmente, de fazer a Catequese como se fosse uma profissão ou um momento isolado, mas ser catequista. É algo que implica a vida toda”, afirmou.

Por fim, Dom Odilo encorajou os catequistas a não desanimar e pediu a Deus que os recompense com muitos frutos.

“Vocês devem se considerar privilegiados e felizes pela missão que realizam, por poderem ajudar as pessoas a percorrer um caminho de fé. Lembrem-se de que vocês são companheiros, alguém que ajuda o outro a achar e fazer o caminho. Sejam companheiros de estrada”, concluiu.

O vídeo da íntegra do evento pode ser acessado por meio deste endereço: https://tinyurl.com/y3e3kbk9.

 

Peregrinação Paulo Gil Home

 

Com informações de Fernando Geronazzo para O São Paulo

Você também pode gostar

Deixe um comentário