Home Formação O que devo rezar diante do Santíssimo Sacramento?

O que devo rezar diante do Santíssimo Sacramento?

por Redação
O que devo rezar diante do Santíssimo Sacramento?
Compartilhe:

A adoração ao Santíssimo Sacramento é algo comum e importante para a espiritualidade católica, mas você sabe o que rezar diante de Jesus Eucarístico?

Muitas pessoas não sabem como se portar diante do Santíssimo Sacramento e nem o adorar como se deve. Adoração é o primeiro ato da virtude da religião. Adorar a Deus é reconhecê-lo como Deus, como o Criador e o Salvador, o Senhor e o Mestre de Tudo o que existe, o Amor infinito e misericordioso. “Adorarás o senhor teu Deus, e só a ele prestarás culto” (Lc 4,8), diz Jesus, citando o Deuteronômio (6,13).

 

Diretório Catequese

 

A adoração de acordo com o Catecismo da Igreja Católica

“Adorar a Deus é, no respeito e na submissão absoluta, reconhecer o nada da criatura, que não existe a não ser por Deus. Adorar a Deus é, como Maria no Magnificat, louvá-lo, exaltá-lo e humilhar-se a si mesmo, confessando com gratidão que Ele fez grandes coisas e que seu nome é Santo. Adoração do Deus único liberta o homem de se fechar em si mesmo, da escravidão do pecado e da idolatria do mundo.” (Catecismo da Igreja Católica n. 2096 e 2097).

Dessa forma, toda vez que estivermos perante o Santíssimo esteja Ele exposto ou no sacrário devemos nos colocar numa atitude de despojamento e professarmos a fé na sua presença no pão e no vinho que para nós são Corpo e Sangue de Cristo.

Podemos fazê-lo com estas palavras ou de forma espontânea:

“Meu Deus! Eu creio, adoro, espero e amo-Vos; peço-Vos perdão para os que não creem, não adoram, não esperam e não Vos amam”

Muitas vezes, nos colocamos diante de Jesus presente na Eucaristia e, envolvidos com nossos problemas e tribulações, não aproveitamos esses momentos preciosos diante de Deus vivo.

Leia mais:
Confira o roteiro para o encontro de catequese sobre a Bíblia

Inicie sempre a sua adoração com uma postura de respeito e submissão (se possível de joelhos), procurando ouvir Jesus lhe dizendo:

“Não é preciso, meu filho, saber muito para me agradar, basta-me amar fervorosamente. Fala-me, pois de uma coisa simples, assim como falarias com o mais íntimo dos amigos.”

1º) Tens algum pedido em favor de alguém?

Jesus te diz: Menciona-me o seu nome e diz-me o que desejais que eu faça. Pede-me muito. Não receies em pedir. Fala-me das necessidades das pessoas com quem você convive.

2º) E tu, precisas de alguma graça?

Jesus insiste e te pergunta: Diz-me abertamente que precisas de ajuda. Pede-me que eu vá ao teu encontro, em teu auxílio. Não te envergonhes! Há muitos justos e muitos santos no céu que tinha exatamente os mesmos defeitos, mas pediram com humildade e pouco a pouco se viram livres deles. Que necessitas hoje? O que posso fazer por ti? Ah! Se soubesses quanto Eu desejo ajudar-te!

3º) Andas preocupado?

Conta-me tudo! – Insiste Jesus com você – O que te ocupa? O que pensas? O que desejas? Conta-me eu quero te ajudar.

4º) Por acaso estás triste ou mal-humorado?

Quem te feriu? Quem de desprezou? Diga para mim o que passar e como recompensa hás de receber a minha benção consoladora. Lança-te nos braços da minha amorosa providência. Estou contigo, ao teu lado. Vejo tudo e ouço tudo, em nenhum momento te desamparo.

5º) Tens alguma alegria que possa partilhar comigo?

Jesus quer saber das suas vitórias! Por que não me deixas tomar parte nelas com a força de um bom amigo? Você tem surpresas agradáveis para me contar? Boas notícias? Quais demonstrações de carinho você tem dado ou recebido. Talvez tenha conseguido vencer alguma situação difícil, sair de algum apuro. Tudo é obra minha. Diz-me simplesmente: “Obrigado meu Pai, obrigado!”

6º) Queres prometer-me alguma coisa?

Bem sabes que eu leio o que está no fundo do teu coração. É fácil enganar os homens, mas a Deus não podes enganar. Fala-me com toda sinceridade: fizeste o firme propósito de, no futuro, não mais te expores àquela ocasião de pecado, de te privares dos objetos de sedução. Ora meu filho, volta agora às tuas ocupações habituais: ao teu trabalho, à tua família, aos teus estudos; mas não esqueças esses minutos que tivemos desta agradável conversa. Não deixe de Me buscar na Eucaristia. Eu te espero no Santíssimo Sacramento.

Adoração ao Santíssimo Sacramento é algo pessoal, mas aqui vai um pequeno roteiro para fazer durante a hora de adoração. Inicie a sua Hora de Adoração com o Sinal da Cruz

“Em Nome do Pai, do Filho, do Espírito Santo. Amém”

1º Passo – Invocando o Espírito Santo

Primeiramente, invoque o Divino Espírito Santo sobre todo o seu ser para se tornar, a cada dia e a cada hora, um Verdadeiro Adorador.

Oração de submissão ao Espírito Santo

“Ó Espírito Santo, alma da minha alma, eu Vos adoro, esclarecei-me, guiai-me, fortificai-me, aconselhai- me, dizei-me o que eu devo fazer, dai-me as Vossas ordens, eu prometo submeter-me a tudo o que desejardes de mim e aceitar tudo o que permitirdes que me aconteça, fazei-me conhecer somente a Vossa Vontade!”

2º Passo – Pedindo a proteção de Deus

Revista-se da armadura e da proteção de Deus para expulsar todo mal.

Armadura do cristão

“Finalmente, irmãos, fortalecei-vos no Senhor, pelo seu soberano poder. Revesti-vos da armadura de Deus, para que possais resistir às ciladas do demônio. Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares.

Tomai, por tanto, a Armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever. Ficai alerta, à cintura cingidos com a Verdade, o corpo vestido com a couraça da Justiça, e os pés calçados de prontidão para anunciar o Evangelho da Paz. Sobretudo, embraçai o escudo da Fé, com que possais apagar todos os dardos inflamados do Maligno.

Tomai, enfim, o capacete da Salvação e a espada do Espírito, isto é, a Palavra de Deus. Intensificai as vossas invocações e súplicas. Orai em toda circunstância, pelo Espírito, no qual perseverai em intensa vigília de súplica por todos os cristãos” (Efésios 6, 10-18).

 

Peregrinação Paulo Gil Home

 

3º Passo – Ladainha do Louvor

Vá dizendo, uma após outra, frases em louvor a Deus Pai, depois a Jesus e, em seguida ao Espírito Santo:

  • “Eu te louvo, Deus Pai, por teres me criado”
  • “Eu te louvo, Jesus, pelo teu Sagrado Coração, cheio amor e misericórdia”
  • “Eu te louvo, Espírito Santo, porque és o Amor do Pai e do Filho”

4º Passo – Deus fala com você

Leia as leituras ou o evangelho do dia

5º Passo – Hora do Perdão

A partir da oração do Pai Nosso, peça perdão a Deus e a graça de conseguir perdoar as pessoas que passaram pela sua vida.

Pai Nosso

“Pai Nosso que estais no céu, santificado seja o Vosso Nome; venha a nós o Vosso Reino, seja feita a Vossa Vontade, assim na terra como no céu; o Pão-Nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.”

6º Passo – Hora da Intercessão

Pense nas Mãos poderosas de Jesus tocando na cabeça de cada pessoa pela qual você intercede e peça com fé e confiança total: “Jesus, coloca tuas Mãos benditas, ensanguentadas, chagadas e abertas sobre… (diga aqui os nomes das pessoas pelas quais você intercede).

7º Passo – Entrega

Oração de Abandono

“Meu Pai, entrego-me a Vós, fazei de mim o que for de Vosso agrado. O que quiserdes fazer de mim, eu Vos agradeço. Estou pronto para tudo, aceito tudo desde que Vossa Vontade se realize em mim, em todas as Vossas criaturas, não desejo outra coisa, meu Deus. Deponho minha alma em Vossas mãos, eu Vo-la dou, meu Deus, com todo o amor do meu coração, porque Vos amo e porque, para mim, é uma necessidade de amor dar-me e entregar-me em Vossas mãos, sem medida, com uma confiança infinita, pois sois meu Pai”.

Leia mais:
Atualizando o evangelho com o Novo Diretório de Catequese

8º Passo – Adoração

Pense somente em Deus e estabeleça com Ele uma profunda união. Comece reconhecendo que só Ele é Deus, Uno e Trino: Pai, Filho e Espírito Santo. Bendiga-O de todo o seu coração, glorifique-O pelo que Ele é. Adore-O pelo que Ele fez, faz e ainda fará em sua vida. Vá dizendo muitas e muitas vezes Santo, Santo, Santo, até entrar num momento de Adoração silenciosa e contemplativa, onde você se sentirá completamente mergulhado na Misericórdia infinita de Jesus que, com o Pai e o Espírito Santo, abraçam você no envolvimento de seu eterno Amor. Além de orações espontâneas, reze também:

Adoração e reparação

“Meu Deus, eu creio, adoro, espero e amo-Vos. Peço- Vos perdão para aqueles que não creem, não adoram, não esperam e não Vos amam. Santíssima Trindade, Pai, filho e Espírito Santo, adoro-Vos profundamente e ofereço-Vos o Preciosíssimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Jesus Cristo, presente em todos os Sacrários da Terra, em reparação dos ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que Ele mesmo é ofendido. E, pelos méritos infinitos do Seu Sacratíssimo Coração e do Imaculado Coração de Maria , peço-Vos a conversão dos pobres pecadores. Amém.”

9º Passo – Agradecimento

Além de agradecer com orações espontâneas que brotam do seu coração, reze também:

Obrigado Pai, Filho e Espírito Santo

“Pai Santo, Pai de Amor, eu te agradeço por tantos dons e tantos presentes que o Senhor tem me dado. Muito obrigado, Pai, pela minha filiação, por ser teu filho e teu herdeiro. Obrigado pelo meu passado, pelo meu presente e pelas bênçãos e graças que estão sendo derramadas sobre mim e minha família nessa hora de adoração.

Obrigado pelo meu futuro e pelo Plano de Amor que o Senhor traçou para minha vida. Jesus Cristo, meu melhor amigo, meu Salvador e meu Rei, muito obrigado pela minha salvação, pela redenção. Muito obrigado, meu Mestre, porque o Senhor veio me ensinar o seu Caminho.

Muito obrigado, Jesus, pela sua presença amorosa na Santa Comunhão e por vir fazer sua morada no mais íntimo do meu coração. Divino Espírito Santo, meu santificador, luz do meu caminho. Obrigado pela obra maravilhosa obra que o Senhor está realizando em mim. Agradeço por me ensinar a adorar ao Pai e ao Filho. Obrigado por me transformar, a cada dia, a cada hora, num verdadeiro adorador e servo de Deus!”

 

Assine Revista-desktop

 

Encerramento

Conclua a sua Hora de Adoração rezando:

  • 1 Pai Nosso
  • 1 Ave Maria
  • 1 Glória.

Você também pode gostar

Deixe um comentário