Home Catequeses Corpus Christi: conheça a solenidade que celebra a Eucaristia

Corpus Christi: conheça a solenidade que celebra a Eucaristia

por Redação
Corpus Christi: conheça a solenidade que celebra a Eucaristia
Compartilhe:

A solenidade de Corpus Christi marca a presença real de Jesus Cristo no pão e no vinho

Corpus Christi 2020 será dia 11 de junho

Anualmente, a Igreja celebra a solenidade de Corpus Christi. Na tradição católica, a quinta-feira, após a solenidade da Santíssima Trindade, é considerada o dia no qual Jesus Cristo instituiu o sacramento da eucaristia.

 

Diretório Catequese

 

Motivo da Festa de Corpus Christi

A motivação litúrgica para tal festa é o louvor merecido à Eucaristia, fonte de vida da Igreja. Desde o princípio de sua história, a Igreja devota à Eucaristia um zelo especial, pois reconhece neste sinal sacramental o próprio Jesus, que continua presente, vivo e atuante em meio às comunidades cristãs.

Dessa forma, celebrar Corpus Christi significa fazer memória solene da entrega que Jesus fez de sua própria carne e sangue, para a vida da Igreja, e comprometer-nos com a missão de levar esta Boa Nova para todas as pessoas.

Leia mais:
Dicas para celebrar a festa de pentecostes na catequese

Desde quando a festa de Corpus Christi é celebrada?

A festa foi instituída pelo papa Urbano IV, no dia 8 de setembro de 1264. Na ocasião ele publicou uma bula papal sobre o tema, chamada de “Transiturus”, instituindo a data e concedendo indulgências às pessoas que fossem à missa neste dia. Segundo alguns biógrafos, o papa medieval incumbiu o filósofo e teólogo italiano São Tomás de Aquino (1255-1274) de redigir um rito (“ofício”) para a celebração da data.

Urbano, porém, morreu poucos anos após instituir a festa, em outubro do mesmo ano – o que acabou retardando a adoção das celebrações. A comemoração de Corpus Christi só “pegaria” para valer décadas depois, quando a data foi reafirmada pelo Concílio de Vienne, em 1311. Uma forma tradicional de celebrar é com uma procissão em alusão à caminhada do “povo de Deus” em busca da Terra Prometida.

Em Portugal, o dia é chamado também de “Corpo de Deus”, e é comemorado às vezes com procissões pelas ruas – que também acontecem em algumas cidades do Brasil. Em algumas cidades brasileiras, há o costume de adornar as ruas com “tapetes” feitos de serragem colorida e outros materiais.

A devoção à Eucaristia

Primeiramente, é necessário destacar que muito mais do que uma festa litúrgica, a Solenidade de Corpus Christi assume um caráter devocional popular. O momento mais especial dessa festa são as procissões pelas ruas das cidades. Contudo, o costume de enfeitar as ruas com tapetes de serragem, flores e outros materiais, formando um mosaico multicor, ainda é muito comum em vários lugares.

Em resumo, diversas cidades aproveitam a solenidade para o turismo, devido a beleza e expressividade de seus tapetes. Além disso, muitos cristãos enfeitam suas casas com altares ornamentais para saudar o Santíssimo, que passa por aquela via. Geralmente a festa termina com uma concentração em algum ambiente público, onde é dada a solene bênção do Santíssimo Sacramento. Contudo, nos ambientes urbanos, apesar das dificuldades estruturais, as comunidades continuam expressando sua fé Eucarística, adaptando ao contexto urbano a visibilidade pública da Eucaristia.

Tapete feito na cidade de Marilandia/ES | Foto: Reprodução

 

Leia mais:
A teologia e sua importância para a compreensão da fé

Oração ao Santíssimo Sacramento

Senhor meu Jesus Cristo, que pelo amor que tendes aos homens, estais de noite e de dia neste Sacramento, todo cheio de piedade e de amor, esperando, chamando e recebendo todos os que vêm visitar-Vos; eu creio que estais presente no Santíssimo Sacramento do altar.

Eu vos adoro do abismo do meu nada e vos dou graças por todos os benefícios que me tem feito; especialmente por vós mesmo dardes a mim neste sacramento; por me terdes concedido como advogada vossa Mãe Santíssima, e por me terdes chamado a visitar-vos nesta igreja.

Eu vos saúdo, pois hoje, o vosso amantíssimo Coração, e a minha intenção é fazê-lo por três motivos: primeiro, em ação de graças por esta grande dádiva; segundo, para compensar-vos de todas as injúrias que tendes recebido, neste Sacramento, de todos os vossos inimigos; terceiro, com intenção de adorar-Vos, nesta visita, em todos os lugares da terra onde vossa presença sacramental está menos reverenciada e em maior abandono.

Meu Jesus, eu vos amo de todo o meu coração; pesa-me de ter, no passado, tantas vezes ofendido a vossa divina bondade.

Proponho, com o auxílio de vossa graça, nunca mais ofender-vos para o futuro.

E, no presente, miserável qual sou, eu me consagro todo a Vós e renuncio toda a própria vontade.

Recomendo-vos as almas do purgatório, especialmente as mais devotas do Santíssimo Sacramento e da Bem-aventurada Virgem Maria.
Recomendo-vos também todos os pobres pecadores.

Finalmente, desejo unir, meu querido Salvador, todos os meus afetos com os de vosso amorosíssimo Coração; e, assim unidos, os ofereço a vosso Eterno Pai e lhe peço em vosso nome que por vosso amor os queira aceitar e atender.

(Santo Afonso Maria de Ligório)

VÍDEO SOBRE CORPUS CHRISTI:

Por Redação Catequistas Brasil

Peregrinação Paulo Gil Home

Você também pode gostar

2 comentários

A celebração da Ascensão do Senhor em casa: Jesus sobe para à direita do Pai 21 de maio de 2020 - 18:11

[…] Leia mais: Corpus Christi: conheça a solenidade que celebra a Eucaristia […]

Resposta
Corpus Christi – A História – Apostolado Catecismo da Igreja Católica 22 de maio de 2020 - 17:24

[…] Você sabe onde e como surgiu a festa de Corpus Christi? […]

Resposta

Deixe um comentário