Home Catequeses Catequese familiar: 5 brincadeiras para realizar com as crianças durante a quarentena

Catequese familiar: 5 brincadeiras para realizar com as crianças durante a quarentena

por Redação
5 brincadeiras para realizar com as crianças durante a quarentena
Compartilhe:

Essas 5 brincadeiras simples e lúdicas irão ajudar a entreter os pequenos e proporcionar interação familiar de qualidade

Estamos nos aproximando do quinto mês de quarentena no Brasil. Muitos pais já estão sem criatividade, sem saber o que fazer com as crianças quando elas não estão em horário escolar ou quando não estão vendo TV ou engajadas em atividades online e no celular (o que deve ser evitado).

 

Diretório Catequese

 

As crianças, compreensivelmente, devem estar mais do que entediadas em passar tantas horas confinadas no lar.

Para ajudar a diminuir essa frustração, confira 5 brincadeiras para realizar com as crianças durante a quarentena que irão proporcionar momentos de valiosa interação entre pais e filhos:

Cabaninha

É hora de abrir a parte de cima do guarda-roupa e retirar lençóis, mantas, cobertas, edredons e cangas. Escolha a área onde quer montar a cabaninha, coloque um tapete ou colchonete e, em cima destes, pufes e almofadas, use cadeiras ou o sofá como estrutura e pronto.

Teatro de Fantoches

Nada melhor para uma criança elaborar a realidade do que histórias de ficção e uma boa maneira de interagir com elas nesse processo é mimetizando o enredo com bonecos ou até improvisando com meias e panos. Uma estratégia pode ser que o adulto comece inventando a história e peça que a criança desenvolva.

STOP!

A família escolhe uma categoria, pode ser animais, nomes, comidas, cidades, filmes etc. Definido esse tema, pede-se que cada participante escreva as categorias em um papel, sorteia-se uma letra e preenche-se as categorias com palavras que comecem com a letra sorteada. O primeiro a acabar grita “stop!”.

Leia mais:
Trabalhando a catequese infantil sobre a Bíblia

Jogos de Tabuleiro

Jogos que exigem raciocínio lógico por meio de cálculos ou reconhecimento de números são bons no desenvolvimento das habilidades cognitivas. Ainda ensinam a noção de coletivo, pois possuem regras e vários podem participar. Jogo da Vida, Banco Imobiliário e War são clássicos.

Jardineiro

Ao propor para a criança brincar de jardineiro, o adulto incentiva que ela desenvolva habilidades valiosas como cuidado e responsabilidade. E assim pode envolvê-la na rotina de podas, regamentos e (por que não?) plantio da casa. Crianças costumam se divertir plantando um pé de feijão. Bastam um grão de feijão, um chumaço de algodão e um pouco d’água em um copo para, em três dias, começar a nascer.

Agora é só colocar essas atividades em prática!

 

Peregrinação Paulo Gil Home

 

Com informações de Aleteia

Você também pode gostar

Deixe um comentário