Nos passos de Jesus: catequese inclusiva acolhendo à todos!

por Redação

A catequese inclusiva que funciona

Mais do que criar condições para os deficientes, a catequese inclusiva é um desafio que implica mudar a maneira de catequizar como um todo, no projeto pedagógico, na postura diante dos catequizando e na filosofia.

Mudar é difícil, mas compensa

Nunca o tema da inclusão de crianças deficientes esteve tão presente no dia-a-dia da comunidade — e isso é uma ótima notícia. A inclusão é um processo cheio de imprevistos, sem fórmulas prontas e que exige aperfeiçoamento constante. Portanto, não podemos continuar segregando essas crianças em turmas especiais, que oferecem uma catequese pouco estimulante.

Quem enfrenta o desafio garante: quando a catequese muda de verdade, melhora muito, pois passa a acolher melhor todos os catequizandos (até os considerados “normais”).

 

Diretório Catequese

 

Veja também:
A música na catequese – uma aproximação para catequistas e artistas

Cuidados diferentes para cada deficiência

Na educação inclusiva não se espera que a pessoa com deficiência se adapte à catequese, mas que esta se transforme de forma a possibilitar a inserção daquela. Para isso, algumas orientações são úteis. As que estão a seguir mesclam informações do kit Escola Viva, criado pelo MEC em conjunto com a associação Sorri Brasil.

Auditiva

Em primeiro lugar, a instituição ou comunidade precisa providenciar um instrutor para a criança que não conhece a Língua Brasileira de Sinais (Libras), mas cujos pais tenham optado pelo uso dessa forma de comunicação. Sendo assim, esse profissional deve estar disponível para ensinar os catequistas e as demais crianças. O ideal é ter também fonoaudiólogos disponíveis.

  1. Consiga junto ao médico do catequizando informações sobre o funcionamento e a potência do aparelho auditivo que ele usa.
  2. Garanta que ele possa ver, do lugar onde estiver sentado, seus lábios. Ou seja, nunca fale de costas para a turma.
  3. Solicite que o catequizando repita suas instruções para se certificar de que a proposta foi compreendida.
  4. Use representações gráficas para introduzir conceitos novos.
  5. Oriente o restante da turma a falar sempre de frente para o deficiente.
Visual

A catequese deve solicitar o material didático necessário — regletes (régua para escrever em braille) e soroban.

Além da presença de um profissional para ensinar a criança cega, os colegas e os catequistas a ler e escrever em braille.

Deve também conhecer e aprender a utilizar ferramentas de comunicação, como sintetizadores de voz que possibilitam ao cego escrever e ler via computador.

Em termos de acessibilidade, o ideal é colocar cercados no chão, abaixo dos extintores de incêndio, e instalar corrimão nas escadas.

  1. Pergunte ao catequizando e à família quais são as possibilidades e necessidades dele.
  2. A melhor maneira de guiar o cego é oferecer-lhe o braço flexionado, de forma que ele possa segurá-lo pelo cotovelo.
  3. Descreva os ambientes com detalhes e não mude os móveis de lugar com freqüência. Os recursos didáticos aconselhados são: lupa, livro falado e materiais desportivos como bola de guizo.
  4. Busque na turma colegas dispostos a ajudá-lo.
  5. Substitua explicações com gestos por atividades em que o deficiente se movimente.

Semana posts 2020 – desktop
Física

Toda catequese precisa eliminar as barreiras arquitetônicas, mesmo que não tenha jovens com deficiências. Sendo assim, as adaptações do edifício incluem: rampas de acesso, instalação de barras de apoio e alargamento das portas.

No caso de haver deficientes físicos nas turmas, a modelagem do mobiliário deve levar em conta as características deles.

Entre os materiais de apoio pedagógico necessários estão pranchas ou presilhas para prender o papel na carteira, suporte para lápis, e outros recursos.

  1. Pergunte ao catequizando e à família que tipo de ajuda ele precisa, se toma medicamentos, se tem horário específico para ir ao banheiro, se tem crises e que procedimento adotar se isso ocorrer.
  2. Aqueles que andam em cadeira de rodas precisam mudar constantemente de posição para evitar cansaço e desconforto.
  3. Informe-se sobre a postura adequada do catequizando, tanto em pé quanto sentado, e garanta que ele não fuja dela.
  4. Se necessário, fixe as folhas de papel na carteira usando fita adesiva. Entretanto, os lápis podem ser engrossados com esparadrapo para auxiliá-lo na escrita, caso ele tenha pouca força muscular.
  5. Ouça com paciência quem tem comprometimento da fala e não termine as frases por ele.

Veja também:
Dicas de atividades com os catequizandos de 8 a 10 anos

Mental

Tarefas individuais os deficientes mentais têm dificuldade para operar as idéias de forma abstrata.

Como não há um perfil único, é necessário um acompanhamento individual e contínuo, tanto da família como do corpo médico. As deficiências não podem ser medidas e definidas genericamente.

Contudo, informe-se sobre as especificidades e os instrumentos adequados para fazer com que o jovem encontre na escola um ambiente agradável, sem discriminação e capaz de proporcionar um aprendizado efetivo, tanto do ponto de vista educativo quanto do social.

  1. Posicione o catequizando, de forma que você possa estar sempre atento a ele.
  2. Estimule o desenvolvimento de habilidades interpessoais e ensine-o a pedir instruções e solicitar ajuda.
  3. Trate-o de acordo com a faixa etária.
  4. Só adapte os conteúdos depois de cuidadosa avaliação de uma equipe de apoio multiprofissional.
  5. Avalie a criança pelo progresso individual e com base em seus talentos e suas habilidades naturais, sem compará-la.

Portanto, temas importantes como a CATEQUESE INCLUSIVA, serão pautas no Congresso CATEQUISTAS BRASIL. Inscreva-se no Congresso Nacional Catequistas Brasil e participe deste grande encontro de formação!

 

Peregrinação Paulo Gil Home

 

Fonte: Catequese Express

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Supomos que você esteja ok com isso, mas você pode optar por não usar os cookies, se desejar. Aceito

0
    0
    Seu Carrinho
    Seu Carrinho está VazioVoltar para a Loja
    Precisa de Ajuda?